Páginas

Coração perverso - Leisa Rayven


Título: Coração Perverso (Starcrossed #3)
Autor (a): Leisa Rayven
Publicação: GloboAlt - 2016
Número de páginas: 350
Onde encontrar: Skoob, Amazon, Saraiva, Submarino
Nota: 🌟🌟🌟🌟,5

Elissa Holt aos 25 anos é uma das diretoras de palco mais respeitada na Broadway. Está começando o projeto de uma nova peça com um diretor competente e seu melhor amigo, Joshua Kane, como assistente. Uma nova e maravilhosa oportunidade, certo? Ela pensava que sim, até que descobriu quem seria o ator principal: Liam Quinn. Liam é a maior estrela mundial do cinema no momento e para infelicidade de Elissa é também seu ex-amor que destruiu seu coração e que por sinal, ela ainda não superou. Como se a situação já não estivesse bem ruim a atriz principal da peça é a noiva de Liam o que leva Elissa a uma difícil missão: manter as suas regras de trabalho, esconder os seus sentimentos e ter de conviver com esse apaixonado casal.


Coração Perverso é um livro apaixonante! É uma história de amor, cheia de encontros e desencontros. A autora discute a importância de se abrir mão de algo que se deseja pelo bem de quem se ama, mas também, aborda o momento de priorizar os seus sonhos e felicidade. Outro assunto amplamente discutido é o poder da mídia, seus excessos, o modo como a privacidade, a felicidade e os sonhos são suprimidos pelo interesse nos bens e no dinheiro. Portanto, é um romance divertido mas que traz muitas reflexões sobre o modo como se escolhe viver.
Meus pontos favoritos nesse livro são: a construção da personagem principal, a amizade entre Elissa e Josh e a relação do casal Elissa e Liam.
“É reconfortante saber que eles não são sempre tão abençoados quanto aparentam em suas fotos. Isso faz com que pareçam mais humanos”.
Elissa é umas das minhas mocinhas preferidas de todos os tempos! Primeiro porque ela sabe o que é ter amor próprio e botar o boy no lugar quando merece, em segundo porque ao invés de se comportar como algumas personagens que aceitam as imposições e vão se lamentar diante dos problemas, ela simplesmente finge que se abalou mas tá é pensando em como reverter a história. EU AMEI ESSA PARTE DO LIVRO, sério, ela devia dar aula para as outras protagonistas. Amei como ela se comporta diante das dificuldades, fui lendo e pensando que ATÉ QUE ENFIM uma mocinha que não submete a sua felicidade as chantagens dos “vilões”.
“Isso não é um filme. É a minha vida. E não sou um maldito prêmio de consolação”.
“Se ele pensa que pode me ameaçar e intimidar e desistir do único homem a quem eu verdadeiramente amei, ele está se candidatando a um mundo de sofrimentos”.

A amizade dela com Josh também é linda! Uma amizade entre homem e mulher divertidíssima, sincera e eu já disse divertidíssima? Sem contar que Josh é um geek e só aí eu meio que morri de amores por ele. Um amigo sempre presente, disposto a ajudar, defender ou simplesmente estar lá naqueles momentos em que não há o que se dizer. Na minha opinião, o epílogo é que estragou um pouco porque pra mim não precisava adicionar aquilo a essa relação, já estava perfeita como foi desenvolvida ao longo do livro, mas mesmo assim...AMEI Josh e acho que todo mundo precisa de um Josh na vida! 😻😻
“- Você está vestida? Está vendo pornografia? Está depilando alguma coisa interessante?”
“- Nada disso, pervertido. Entre.”
“-...Lissa, converse comigo. Você tem mantido seus sentimentos pelo Quinn muito bem escondidos por anos...”
Por fim, a relação do casal Elissa e Liam é bem bonita. O diálogo inteligente, leve, engraçado. Eles desenvolvem uma relação de admiração, respeito, carinho acima dos percalços encontrados pelos dois ao longo da vida.

Da primeira vez que li esse livro, não achei um defeito. Contudo, como a cada releitura a gente reflete e descobre mais coisas, ou talvez eu tenha mudado um pouco o meu modo de enxergar essas relações (vai saber) dessa vez eu não gostei tanto da química do casal. Não me entendam mal, a química é boa. Mas teve momentos em que eu pensei: já sei que ele é o homem mais lindo e gostoso do momento e que você é louca alucinada por ele, não precisa falar de novo miga. Sinceramente, esse é só um detalhezinho, porque é um livro que eu adorei, só adorei menos um pouquinho dessa vez.
“- Eu não conheço mais você”
“- Você é a única que sempre me conheceu...”.

Coração perverso é um livro bom, quase lá! Já li, reli e provavelmente ainda irei reler de novo no futuro. Foi uma leitura bem prazerosa, fluida e como eu já disse bastante ai em cima: cheio de humor.



Outros volumes da série:

Volume 1
Volume 2


0 comentários:

Deixe seu comentário