Páginas

Tudo e todas as coisas - Nicola Yoon


Título: Tudo e todas as coisas
Autor(a): Nicola Yoon
Publicação: Arqueiro 
Ano: 2017
Número de páginas: 280
Onde encontrar: Skoob, Amazon, Saraiva, Submarino
Nota: 🌟🌟🌟🌟🌟
"Talvez crescer signifique decepcionar as pessoas que amamos."
Madeline Whittier está prestes a fazer 18 anos mas nunca saiu da casa onde vive desde criança, ela tem uma doença grave e rara chamada "doença do bebê que vive na bolha (IDCG). Ou seja, Madeline é alérgica a tudo e todas as coisas, ao mundo. Ela é gente como a gente e é viciadíssima em livros e faz resenhas para a internet, é o que ela faz para passar o seu tempo, já que não pode por o pé fora de casa. Ela vive com a sua mãe e a sua enfermeira Carla (mas não sou eu hahahah).
Até que um dia ela está lendo e um barulho te desconcentra e ela vê um caminhão de mudança parado na sua rua. Seus novos vizinhos são um casal de irmãos, mas o garoto, o Olly chama a sua atenção: Alto, magro, todo de preto. Ele para e a encara. Aconteceu algo. Madeline passa grande parte do seu tempo bisbilhotando a família de Olly, a rotina deles. Eles começam se comunicar pela janela e a conversar por mensagem de texto e aí que a história se desenrola.


"No começo, só queria mesmo olhar pela janela, mas depois fiquei com desejo de ir lá fora. Depois, de brincar com as crianças do bairro, com todas as crianças do mundo, de ser normal só por uma tarde, por um dia, pela vida toda."
Primeiro que assim que eu recebi esse livro eu voei para ler, a edição está a coisa mais linda. Que trabalho lindo da Arqueiro! As fotos exclusivas são muito fofinhas. Ainda bem que não cheguei a comprar a antiga edição porque essa está maravilhosa! *-*
Com tantos comentário bons sobre esse livro, fiquei com medo de criar muitas expectativas e achar só mais um YA. Mas, caramba, eu adorei!
Madeline só queria viver. Ela queria saber o que tinha lá fora, viver tudo que uma jovem da sua idade quer viver. Fazer amigos, ir a escola, ir a faculdade, passear na rua, viajar, se apaixonar...

"Você não tem culpa. A vida é um dom. Não se esqueça de vivê-la."
A escrita da Nicola é extremamente deliciosa, te faz querer ler sem parar. Gostei da maneira como ela conduziu a história, com uma escrita gostosa e muito fluída. Achei incrível a forma que ela escolheu contar essa história, com pequenos trechos, mensagens de texto, recados, e-mails, isso faz com que o leitor comece e termine a leitura sem ao menos se dar conta disso. Já vi muita gente reclamar da rapidez com que os fatos acontecem do meio para o fim, mas nesse caso não me incomodou, o que tinha que ser passado, pelo menos pra mim, foi passado. Acredito que o foco não era o romance.

  • Essa história é muito mais do que a que a sinopse vende. Eu terminei a leitura com vontade de ganhar o mundo, correr lá fora, tomar um banho de chuva, sair com meus amigos, viajar, me divertir, ler um bom livro, me apaixonar............passou (hahaha). Ele aquece o coração, ele acende uma chama. Ele fala de esperança, te faz querer viver, viver MUITO! .
    Eu acho que essa foi uma das resenhas mais difíceis de fazer porque eu simplesmente amei! Amei a sensação que ficou em mim no fim. Tudo o que eu queria escrever aqui era: leiam! hahahahah. Normalmente conto parte das histórias, mas acredito que nessa história, quanto menos falar melhor, faz a experiencia ser mais única.
"Ele se lembrou dos dois sentados à mesa juntos, mexendo o chocolate quente. Lembrou que o achocolatado ia ficando branco, e o leite, marrom. E lembrou que, às vezes, por mais que se tente, é impossível separar o que está misturado." 
💚


0 comentários:

Deixe seu comentário