Páginas

[Resenha] Mais forte que o sol - Julia Quinn

Título: Mais forte que o sol (Irmãs Lyndon #2)
Autor (a): Julia Quinn
Publicação: Arqueiro - 2018
Número de páginas: 278
Onde encontrar: Amazon, Saraiva, Skoob
Nota: 🌟🌟🌟🌟,5
O conde de Billington, Charles Wycombe, precisava se casar antes dos trinta anos, para manter sua herança. Alguns dias antes do seu aniversário, ele acaba conhecendo Eleanor Lyndon. Charles se sente atraído, principalmente pela inteligência e personalidade dela, e pede Ellie em casamento. Eleanor não pensava em aceitar a proposta, mas algumas mudanças em sua vida, vão transformar esse acordo na sua melhor opção do momento. Um casamento as pressas, dois estranhos unidos para sempre, e enquanto eles descobrem como fazer essa união dar certo, tudo ao redor começa a desandar. 
 "Fora muita gentileza do marido lembrar-se de fazer aquilo, e Ellie decidiu pensar nessa gentileza toda vez que sentisse vontade de estrangular Charles - e esperava que a frequência desse impulso diminuísse"
Quando Ellie apareceu no primeiro volume, meu pensamento foi: "gostei dessa garota". Isso me deixou com vontade de ler esse livro, apesar de não ter gostado do primeiro. E que bom que eu li, porque ME APAIXONEI à primeira vista por essa mulher! Gente, que protagonista incrível. Forte, inteligente, corajosa. O objetivo dela é ser independente, mas como a sociedade em que vive dificulta isso, ela precisa optar pelo casamento. Mesmo assim, Ellie ainda vai negociar pra agir conforme seus princípios e alcançar seus sonhos. Amei, amei, amei! 
"Ellie ficou atônita, mas logo se recompôs e replicou: - ...se quer saber, e não me importo que leia o jornal, desde que eu fique com as páginas da sessão financeira"
E se isso já não fosse suficiente Julia nos dá de presente um outro protagonista incrível. Ele é um libertino e cresceu vendo casamentos de conveniência, então pra ele vai ser uma surpresa, se ver cada vez mais interessado na própria esposa.  Achei Charles encantador, e me apaixonei por ele também 😂(sim, mais uma vez). Um homem com compaixão, honesto e muito divertido. Também amei a mania dele, Julia arrasou muito nesse detalhe, trouxe muito humor, além de ser fofo. 
"-A senhorita é uma moça de língua afiada""-Sim, eu sei - disse ela com um sorriso irônico. -Por isso sou uma solteirona..."
Da pra ver que eu gostei de muita coisa nesse livro, mas, meu ponto favorito foi o relacionamento deles. A interação é maravilhosa, de verdade! Me diverti muito! Sabe quando você dá uma gargalhada lendo e as pessoas ao redor ficam te olhando com uma cara esquisita? Aconteceu muitas vezes nessa história! Porque Ellie está acostumada a dizer o que pensa e Charles adora desafiá-la. Então os diálogos são cheios de troca de farpas 💙, com riso garantido.  
"-Gostava mais da senhorita quando estava cuspindo fogo.""Ellie também gostava mais de si mesma daquele jeito, então sorriu"
Outro personagem que adorei foi a filha da prima de Charles: Judith. Ela, sua mãe e irmã moram com Charles. Pense em uma criança de 6 anos, super bem resolvida e até meio mandona. Cada vez que ela aparecia eu já me divertia, e ficava só esperando a próxima arte. Esse livro está brigando com "A soma de todos os beijos" pelo topo da minha lista de livros favoritos da Julia. O enredo é clichê (eu amo), mas assim como ela promete no inicio, bem a estilo Julia Quinn. Do jeitinho que a gente ama e guarda no coração! 













0 comentários:

Deixe seu comentário